sábado, 20 de janeiro de 2018

Capelinha a São Roque

Capelinha a São Roque

Capelinha a São Roque

Capelinha a São Roque

reparado nessa pequena capelinha, na esquina da Rua Maria Noemia dos Santos.

Na plaquinha no seu interior está escrito o seguinte:

“Essa capelinha, dedicada a São Roque,
foi construída em 1901 por imigrantes
polacos silesianos que aqui se
estabeleceram em outubro de 1875”

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Mercearia Riograndense

Porta de entrada da Mercearia Riograndense
Predinho da Mercearia Riograndense

Localizada na Avenida Manoel Ribas, 660 a Mercearia Riograndense é um daqueles negócios tradicionais de Curitiba que todo mundo conhece. Se você não conhece, não sabe o que está perdendo.
Só de olhar para a foto fiquei com água na boca.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Jardim Frei Timóteo

Jardim Frei Timóteo localizado nas Mercês

Indo do centro pela Avenida Manoel Ribas, em direção à Santa Felicidade, o Jardim Frei Timóteo marca o início do bairro Mercês.

Na placa de bronze no bloco de pedra estava escrito o seguinte:

“JARDIM
FREI TIMÓTEO DE CASTELNOVO
HOMENAGEM DE CURITIBA AO
BANDEIRANTE CAPUCHINHO
2•8•1855  –  2•8•1955”

A placa, como muitas outras da cidade, foi roubada.

Frei Timóteo


Domingos de Antônio Luciani nasceu em Caltenuovo-Magra, na Itália, em 15 de setembro de 1817.
Ingressou no Convento em Sarzana em fevereiro de 1841 e passou a adotar o nome de Timóteo de Caltelnuovo Magra quando fez os primeiros votos em 1841. Foi ordenado sacerdote em 1846.
Em 16 de janeiro de 1851 desembarcou como missionário no Rio de Janeiro e no mesmo ano transferiu-se para a paróquia de Santa Bárbara e Monte-mor, em São Paulo. Onde ficou até outubro de 1854.
Foi transferido para região da atual cidade de Jataizinho - PR, onde em 1855 fundou o aldeamento de São Pedro de Alcântara. Lá permaneceu até o seu falecimento, em 1895.

O aldeamento de São Pedro de Alcântara, constituído por índios Kaingang (Coroados) e Kayoá, pretos escravos e brancos, passou por dificuldades praticamente durante toda a sua existência. Os interesses da Igreja e do Estado não eram exatamente os mesmos.
O interesse do governo ao criar o aldeamento era o de ocupação do território e a criação de um entreposto entre o Paraná e o Mato Grosso. Enquanto o interesse de Frei Timóteo era o de formar homens.
Frei Timóteo demonstrou o seu descontentamento com as políticas adotadas e o abandono por parte do Estado em diversas ocasiões, tanto em sua correspondência para seus superiores, como para os governantes.

Referência:

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Telhado bem inclinado

Casa com telhado bem inclinado, típica de regiões com muita neve.

Outra das casas na Rua Desembargador Ermelino de Leão.
Esta tem telhado bem inclinado, típico de regiões com muito neve. Não que seja este o caso de Curitiba, trata-se mais de um questão de estilo. A casa sofreu algumas modernizações, mas mantém os seus contornos gerais. Pena aquela enorme guarita na frente que esconde parcialmente a casa, uma bela casa.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Músico de rua (4)

Músicos de rua

Músicos na feira dos sábados na Rua Alberto Bolliger.

Na plaquinha está escrito:

“ESTOU CANTANDO PARA
DEIXAR O SEU DIA MAIS
LINDO!!!
PENA QUE EU NÃO POSSO
VER!!!”

Publicações relacionada:
Músico na rua
Músicos na feira
Músico de rua (3)

domingo, 14 de janeiro de 2018

Igreja São Vicente de Paulo

Igreja São Vicente de Paulo

Igreja São Vicente de Paulo

Igreja São Vicente de Paulo

Igreja São Vicente de Paulo

Igreja São Vicente de Paulo

A Igreja São Vicente de Paulo, na Avenida Jaime Reis, é uma unidade de Interesse de Preservação.
Foi construída em 1932. Alguns a classificam como de estilo neogótico. Não sou especialista no assunto, mas para mim é art déco.

Administrada pelo Padres Vicentinos, a igreja é ligada a comunidade polonesa e mantem a tradição de rezar missa em polonês nos domingos as onze horas.

São Vicente de Paulo


No site da igreja encontrei o seguinte texto sobre Vicente de Paulo, que transcrevo:

“Vicente de Paulo nasceu na cidade de Pouy, na França, aos 24 de abril de 1581. Filho de pobres camponeses, manifestou o desejo e gosto para o estudo. Entrou para o seminário e foi ordenado padre ainda bem novo, com apenas 19 anos de idade. O início de sua vida sacerdotal foi marcado por muitas dificuldades e desacertos.
Inicialmente, estava muito preocupado em ajudar sua família e em conseguir certa estabilidade financeira. Diante de uma série de fracassos, foi amadurecendo e, sobretudo a partir de 1613, se lançou inteiramente no serviço aos pobres.
Em contato com os camponeses, conheceu o estado de abandono religioso e miséria em que viviam as populações do campo. Percebeu que os pobres tinham necessidades urgentes e que, para ser fiel a Cristo, era preciso servi-los. Começou, então, a pregar missões entre os pobres e a organizar diversas organizações de caridade.
Passando a residir em Paris e enfrentado uma época de guerra, confusão política, de grandes problemas sociais e de desorganização da Igreja, Pe. Vicente de Paulo passou a se dedicar inteiramente à evangelização e serviço dos pobres. Para este fim, fundou a Congregação da Missão e a Companhia das Filhas da Caridade.
De muitas maneiras e com criatividade, desenvolveu uma intensa ação caritativa e missionária, sempre contando com os padres e irmãos de sua Congregação, com as irmãs de Caridade e com muitos leigos e leigas generosos.
Entendia que o pobre é a imagem de Cristo desfigurado a quem devemos servir. E a Igreja deve estar a seu serviço Por isso, atuou na reforma da Igreja, sobretudo muito colaborando na reforma do clero.”

Referência:

sábado, 13 de janeiro de 2018

Edifício Deep Green

Edifício Deep Green

Edifício Deep Green

Edifício Deep Green, localizado na Avenida do Batel.
A foto está na contra luz, o que destaca as sua principais características; aquela grande fachada de vidro colorido criando um grande volume interno vazio e o formato de cunha da fachada, que de uma altura em diante emerge da caixa de vidro que a envolve.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Outra com torrinha e ornamentos de ferro

Casa com torrinha e ornamentos de ferro

Outra daquelas casas com torrinha e ornamentos de ferro. Características comuns a diversas outras já mostradas aqui e construídas em meados do século passado, quando esses dois elementos foram meio que moda.
Esta, muito simpática, está localizada na Rua Padre Agostinho e tem uso comercial.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

O rapaz e a gaitinha

O rapaz e a gaitinha

No início da Avenida Manoel Ribas, ainda no São Francisco, fotografando o edifício Palácio das Telecomunicações Presidente Costa e Silva.
Um som vindo, viro e está passando, com passos rápidos, um rapaz tocando uma gaitinha de boca.
Um instante. Uma breve pausa musical. Clic.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Uma bela casa

Uma bela casa

Casa na esquina da Alameda Augusto Stellfeld com a Rua Desembargador Clotário Portugal.
O desenho em “L”, complementado pela aquela bela entrada e sacada, é uma solução interessante para uma esquina.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

A antiga Casa de Ferragens Hauer

A antiga Casa de Ferragens Hauer

Tirei esta foto já há algum tempo. Estava com a esperança que fosse ocupado e que tirassem aqueles tapumes. Como não tiraram, vai a foto assim mesmo.
Considerando que o prédio não está ocupado, entendo perfeitamente os tapumes. Infelizmente, se não for assim, vira alvo de vandalismo.

A Hauer & Irmãos (Ferragens Hauer) foi fundada em 1888 pelos irmãos Francisco e Augusto Hauer.
O prédio, localizado na Rua José Bonifácio, esquina com a Travessa Padre Júlio de Campos, nos fundos da Catedral é muito bonito e foi muito bem restaurado em 2015, depois de ter pego fogo em 1998.

O prédio é uma Unidade de Interesse de Preservação

Referências:

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

domingo, 7 de janeiro de 2018

A fachada

A fachada de uma casa em demolição
A fachada de uma casa em demolição
A fachada de uma casa em demolição - detalhe

Um dias desses, andando pela Rua Desembargador Vieira Cavalcanti, deparei com essa fachada.
Não sei se encontrei os momentos finais da demolição de uma antiga casa. Imaginei que o proprietário irá reconstruir a casa, preservando a antiga fachada. O que não seria uma má ideia, considerando que a fachada é bonita. Repare no nicho com santo e no ornamento com ferro.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Edifício Marumby

Edifício Marumby
Edifício Marumby - detalhe
Edifício Marumby - detalhe da porta

O Edifício Marumby, na Rua XV de Novembro, esquina com a Rua Conselheiro Laurindo, foi concluído em 1948 e é um projeto do engenheiro Romeu Paulo da Costa.

Com treze andares (contando o térreo) o Edifício Marumby é um dos primeiros “arranha-céus” da cidade. De arquitetura moderna, o térreo, reservado para uso comercial, tem marquises protegendo os passantes da chuva e do sol. O canto da esquina arredondado e as sacadas criam um efeito interessante. A porta do condomínio, com desenhos geométricos é bem bonita também. Atualmente está pintada de amarelo, mas não sei se sempre foi dessa cor.

Algumas publicações (impressas e na internet) dizem que o Marumby foi o primeiro prédio da cidade de uso exclusivamente residencial. O térreo sempre teve utilização comercial, mas ignorando isso, pelo menos no início (não sei como é hoje) o edifício parece que teve um uso misto. É possível encontramos publicações em jornais de 1949 que indicam que a Diretoria do Departamento de Obras e Viação da Prefeitura Municipal de Curitiba funcionava no segundo andar.

Romeu Paulo da Costa (1924-2004) formou-se em engenharia civil na Universidade Federal do Paraná em 1948. Junto com outros engenheiros e arquitetos foi um dos responsáveis pela divulgação da arquitetura moderna na cidade. Um dos seus principais projetos, talvez o de maior destaque, foi o prédio da Biblioteca Pública do Paraná. Outro de seus projetos foi o da antiga Sinagoga Francisco Frischmann.

Referências:

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

“De pequenino se torce o pepino”

Criança com os pais no museu

Quanto antes começamos a entender e gostar da arte e da cultura, melhor.
Não que seja eu lá um grande entendido, mas a apreciação da arte torna a minha vida, no mínimo, mais divertida.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Estação Central

Estação Central

Estação Central

Estação Central

Estação Central

A Estação Central na Rua Presidente Faria, entre a Rua XV de Novembro e a Rua Marechal Deodoro.
Esses pontos de ônibus em forma de tubos são uma das imagens icônicas da cidade.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Grafite total

Bar com a grafite na fachada
Bar com a grafite na fachada

Este bar fazendo frente para o Jardim General Gastão Pereira Cordeiro (Rua Inácio Lustosa, esquina com a Rua Tapajós) ficou bem bacana com essa pintura, um grande grafite. Imagine ele sem ela. Seria, provavelmente, uma coisa sem graça. Um pouco de arte pode melhorar muito as coisas.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

The World Office Tower

Edifício The World Office Tower

Edifício The World Office Tower

Edifício The World Office Tower - detalhe

Edifício The World Office Tower - detalhe

O edifício “The World Office Tower” está localizado a Rua Marechal Deodoro.
O nome pode ser um pouco pretensioso, mas ele tem estilo. Pode-se gostar ou não, mas o estilo confere uma certa personalidade, diferenciando-o dos caixotes existentes na região.