quarta-feira, 31 de julho de 2019

Casa Muzzillo - ficou bonita

Casa Muzzillo, construída no início dos anos 1900
Casa Muzzillo, construída no início dos anos 1900
Casa Muzzillo, construída no início dos anos 1900 - detalhe
Casa Muzzillo, construída no início dos anos 1900 - detalhe
Casa Muzzillo, construída no início dos anos 1900

A Casa Muzzilo, na Alameda Augusto Stellfed esquina com a Rua Ébano Pereira, é mais uma casa que foi pintada pelo programa da prefeitura chamado “Rosto da Cidade”.

A casa recuperou a sua beleza, destacando ainda mais a bela platibanda e as molduras das janela. Quando a fotografei anteriormente estava meio que apagada pelo desgaste.

A casa foi construída no início dos anos 1900 pelo arquiteto italiano José Muzillo e foi residência da família até 1955.

Na década de 1980 a casa passou para o poder público e abrigou diversos órgão, entre eles a Biblioteca Sidômio Muralha e a Assoma - Associação dos Meninos de Curitiba.

No final de 1998 a casa foi cedida para o Instituto Cidadania e Voluntariado (antigo Centro de Ação Voluntária - CAV).

O imóvel é uma Unidade de Interesse de Preservação

Publicação relaciona:
Augusto Stellfeld com Ébano Pereira

texto complementado em 1 ago. 2019

Referência:

terça-feira, 30 de julho de 2019

Azul e rosa

Casa de madeira pintada de azul e rosa

Mais uma das casas de madeira na cidade. Essa na Rua Nicarágua.

Repare na bay-window na lateral, provavelmente onde é a sala.

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Ovelhas

Terreno com ovelhas em Curitiba

Terreno com ovelhas em Curitiba

Caminhando pela cidade as vezes você encontra uma paisagem quase que rural, como é o caso desse grande terreno com ovelhas na Avenida Anita Garibaldi.

Publicações relacionadas:
Jacus
Au Au
O gatinho na janela
Quero-quero
O cachorrinho na feira
No final da Roberto Lambach

domingo, 28 de julho de 2019

Jardinete Ellen White

Jardinete Ellen White
Placa com texto de Ellen White, no Jardinete Ellen White, Curitiba

Jardinete Ellen White, localizado na Rua Euclides Bandeira com a Rua Celeste Santi, no Ahú.

Na placa em um pedra está escrito o seguinte:

“ JARDINETE
ELLEN WHITE
(1827 - 1915)

Homenagem dos curitibanos aos adventistas do
sétimo dia aqui radicados desde 1896.
Ellen Whote, pioneira e escritora, dedicou
70 anos de sua vida a este ministério.
Deixa um legado de mais de 100 manuscritos,
52 obras em português. O livro
“Caminho a Cristo”, obra mais vendida, já foi
traduzido para 140 idiomas.
Que este jardinete simbolize terra fértil, pois
Ellen plantou fé, talento e solidariedade.

28 de novembro de 1999

CASSIO TANIGUCHI
Prefeito”

Em outra placa está escrito:

“A Maior necessidade do mundo é a de homens
homens que se não comprem nem se vendam;
homens que no íntimo da alma sejam
verdadeiros e honestos; homens que não temam
chamar o pecado pelo seu nome exato; homens,
cuja consciência seja tão fiel ao dever como a
bússola o é ao pólo; homens que permaneçam
firmes pelo que é reto, ainda que caiam dos céus.”
                                         Educação pág. 57
    Ellen White”

sábado, 27 de julho de 2019

Beleza de fila

Fila de pessoas na entrada do Museu Oscar Niemeyer
Fila de pessoas na entrada do Museu Oscar Niemeyer
Fila de pessoas no interior do Museu Oscar Niemeyer

Quarta-feira (24) – dia de entrada gratuita e final de férias – o MON (Museu Oscar Niemeyer) estava cheio de gente. Com fila não só para entrar no museu, como para subir para “O Olho”.

Acabei desistindo de subir para ver a exposição “Ai Weiwei - Raiz”. Terei que voltar lá nesse final de semana, uma vez que acaba dia 28. O MON estará com horário estendido nesse sábado e domingo (até as 20 horas).

No dia anterior (23) estive no Museu Egípcio e Rosacruz, no Bacacheri, e ele também estava com bastante gente.

Referência:

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Uma modernista no Cabral

Casa em estilo modernista

Casa em estilo modernista

Já fazia algum tempo que minha esposa havia comentado sobre essa casa.
Um dia desses, passando pelas proximidades, ela fez-me desviar do trajeto original para ver a casa na Rua São Luiz. Valeu.
A casa é muito interessante e bonita. Em um primeiro momento pensei nas curvas da Igreja São Francisco de Assis, projetada por Oscar Niemeyer para o Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte.

Não sei quem projetou a casa, nem quando foi construída. Mas gostaria de saber.

As vezes, como aconteceu nesse dia, fico com vontade de tocar a campainha para pedir informações. Mas acabo nunca fazendo. Fico imaginando o quanto estranho seria você abrir a porta e ter alguém completamente desconhecido pedindo informações sobre a sua casa.

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Mais pinheiros no Bacacheri

Mais pinheiros no Bacacheri

Mais pinheiros no Bacacheri

Cinco pinheiros muito bonitos ao longo da Rua Nicarágua.
Especialmente o na esquina com a Rua Vereador Constante Pinto chama a atenção pela imponência.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

terça-feira, 23 de julho de 2019

Um pequeno edifício na Alameda Doutor Carlos de Carvalho

Um pequeno edifício na Alameda Doutor Carlos de Carvalho

Pequeno edifício – com apenas três andares – na Alameda Doutor Carlos de Carvalho.

São vários os edifícios pequenos como esse na cidade. Geralmente com alguns elementos do art déco, normalmente foram construídos em meados do século passado.
A escala deles também é interessante, mas com o tempo acabam ficando meio escondidos em meio a construções mais altas.

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Bicicletas e patinetes

Bicicletas para alugar estacionadas na calçada

Patinetes na calçada para alugar
O negócio de locação de bicicletas não é novo na cidade, lembro-me de algumas tentativas no passado. De patinetes, elétricos ou não, acho que nunca teve.

O aparente sucesso atual do negócio parece estar relacionado com o uso de tecnologia e da quantidade de veículos disponíveis. O tempo dirá se o sistema veio para ficar.

Considerando os muitos locais onde é possível encontrá-los, estou desconfiado que essas coisas andam reproduzindo-se na calada da noite.

Publicação relacionada:
Riquixá

domingo, 21 de julho de 2019

Visconde do Rio Branco 1302

Casa na Rua Visconde do Rio Branco que é Unidade de Interesse de Preservação

Unidade de Interesse de Preservação localizada na Rua Visconde do Rio Branco, esquina com a Alameda Doutor Carlos de Carvalho.

Sempre com a fachada muito bem conservada, é ocupada há anos por um restaurante.

sábado, 20 de julho de 2019

Unidade de Interesse de Preservação na Anita Garibaldi 3002

Casa com lambrequins
Casa com lambrequins na Avenida Anita Garibaldi
Casa com lambrequins
Casa com lambrequins - portas
Casa com lambrequins - detalhe lambrequins
Lambrequins em casa na Avenita Anita Garibaldi
Casa com lambrequins - detalhe janelas laterais

Esta casa com lambrequins na Avenida Anita Garibaldi é uma Unidade de Interesse de Preservação.

Muito bem conservada (infelizmente com algumas pichações) é ocupada atualmente por um centro de atividades para idosos da Fundação de Ação Social (CATI Boa Vista).

Procurei, mas não consegui encontrar informações sobre os antigos habitantes da casa.

Referência:

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Alguns detalhes em uma casa de madeira

Casa de madeira no Ahú

Alguns detalhes em uma casa de madeira - detalhes no telhado e grade na entrada

Alguns detalhes em uma casa de madeira - detalhe em uma grade decorativa de madeira

Casa de madeira na Rua Albano Reis.

Alguns detalhes que chamaram a atenção: o chanfro e a diferença no ângulo de inclinação do telhado sobre peça avançada, as curvas nos cantos do frontão nessa mesma peça e a grade de madeira, com detalhes nos cantos, na entrada. Não lembro de ter visto esse tipo de grade em outra casa.
Esses pequenos detalhes são bem interessantes de observar.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Curitiba

Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Curitiba

Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Curitiba

A Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Curitiba está na Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 400.
O prédio foi inaugurado em 2010.

Igreja Adventista do Sétimo Dia


No site da Igreja eles contam assim quem são:

“A Igreja Adventista do Sétimo Dia é uma igreja cristã protestante com atuação mundial que teve suas primeiras raízes entre as décadas de 1850 e 1860, concomitantemente nos Estados Unidos e na Europa. Seu início se deu a partir de um grupo composto por homens e mulheres de várias denominações religiosas, estudiosos da Bíblia, que em 1863 organizou e oficializou uma estrutura denominacional, passando a adotar o nome “Igreja Adventista do Sétimo Dia”. Dentre suas principais doutrinas estão: a crença na Bíblia, inspirada por Deus; a Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo); e Jesus Cristo como salvador da humanidade por sua morte, ressurreição e retorno a esta Terra. …
… No Brasil, a mensagem adventista chegou por meio de impressos que ingressaram nas colônias de imigrantes alemães e austríacos, nos estados de Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo. Hoje são 16,3 milhões de membros em 203 países, dos quais 1,2 milhão estão no Brasil, país com maior número de adventistas no mundo.”

E sobre a história da Igreja em Curitiba:

“A história da Igreja Adventista Central de Curitiba teve início em 1896, com as primeiras reuniões e estudos bíblicos realizados em solo paranaense. No mesmo ano, foi estabelecido o Colégio Internacional de Curitiba, primeira instituição educacional Adventista do Brasil. Entre 1896 e 1915 a IASD em Curitiba realizou seus cultos sempre em residências particulares ou nas dependências das escolas.

Em 1915 foi inaugurado o primeiro templo adventista do Paraná, na rua Saldanha Marinho. Em 1917 surgia o primeiro coral jovem. A maioria dos hinos da época era cantada em alemão e acompanhada pelo órgão. Em 1923, com os jovens a todo vapor, foi criada a Liga MV (Missionários Voluntários), que mais tarde viria a ser o atual JA (Jovens Adventistas). Em 1935 a igreja já não comportava todos os membros da comunidade adventista. Nesse ano começava a construção de outra igreja, dessa vez, na Rua Ermelino de Leão. Em 1956 foi inaugurada a JAC (Juventude Adventista Curitiba), local destinado à confraternização e à prática de esportes.

No ano de 1966 foi estabelecido o templo da Alameda Doutor Carlos de Carvalho, com capacidade para mil membros. Nesse período, a juventude adventista da igreja Central estava em plena ascensão. Surgia o Pinheirais, primeiro clube de Desbravadores do Paraná, tendo como primeiro diretor Dr. Hugo Ari Marquart, a igreja ganhava outra sede social, a JAC Campestre, nascia a Igreja Jovem, e a construção do CCA (Colégio Curitibano Adventista) começava com esforços de muitos membros desta igreja.

Em 2007 a IASD Central de Curitiba contava com quase 2.000 membros. Mais uma vez, era preciso ampliar o tamanho. Dessa vez, optou-se por expandir o templo, ao invés de mudar de endereço. Durante dois anos de intensas obras, as reuniões e cultos foram realizados num auditório adaptado, nas dependências do CCA.

Ao final de 2010 tem início uma nova fase: a IASD Central de Curitiba reabre suas portas em um prédio amplo e moderno, com capacidade para acomodar 2.200 pessoas. Mais que uma referência arquitetônica no coração da cidade, a nova igreja é um lugar de esperança para Curitiba e região.”

Referência:

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Bosque Dr. Martin Lutero

Bosque Dr. Martin Lutero
Bosque Dr. Martin Lutero
Bosque Dr. Martin Lutero - placa na entrada
Bosque Dr. Martin Lutero - pedestal, onde havia uma placa
Bosque Dr. Martin Lutero
Bosque Dr. Martin Lutero
Bosque Dr. Martin Lutero - detalhe portão de entrada

Localizado na esquina da Rua Holanda com a Rua Vicente Ciccarino, o Bosque Dr. Martin Lutero é bem denso, com várias árvores e alguns pinheiros frondosos.

O portão na entrada pela Rua Holanda tem um desenhos interessantes.

Logo na entrada há um pequeno pedestal com a marca de uma placa que foi roubada.
Pesquisando um pouco encontrei uma foto da placa, onde estava escrito o seguinte:

“BOSQUE
DR. MARTIM LUTERO

(nasc. 10.11.1483 - falec. 18.02.1546)

HOMENAGEM DO POVO DE CURITIBA EM
MEMÓRIA DOS 450 ANOS DO FALECIMENTO
DO REFORMADOR, SENDO

DR. RAFAEL WALDOMIRO
GRECA DE MACEDO
PREFEITO MUNICIPAL

DR. ALFRED OTO BREHM
PRESIDENTE DA COMUNIDADE
EVANGÉLICA LUTERANA DE CURITIBA

Curitiba - PR, em 10 de novembro 
de 1996”

Mas o que surpreendeu é que era um placa de mármore e não de metal. Ou seja, foi pelo vandalismo mesmo.

Publicação relacionada:
Paróquia Cristo Salvador, da Igreja Luterana

Referência:

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Dois pinheiros

Dois pinheiros em frente a uma casa

Dois belos pinheiros-do-paraná em frente a uma casa no Jardim Social.

Os pinheiros, junto com os ciprestes na calçada, reforçam as linhas verticais da casa de arquitetura moderna, aumentando a sensação de imponência. O ângulo em que a foto foi tirada reforça isso também.

Não sei quantas araucárias existem na cidade, mas são mais do que imaginava quando comecei essas minhas caminhadas.

domingo, 14 de julho de 2019

Escola de Música e Belas Artes

Escola de Música e Belas Artes

Escola de Música e Belas Artes - detalhe

Escola de Música e Belas Artes - detalhe

Escola de Música e Belas Artes - detalhe

Escola de Música e Belas Artes - detalhe

Prédio da Escola de Música e Belas Artes do Paraná fica na Rua Emiliano Perneta, 179.

No totem em frente ao prédio, que é uma Unidade de Interesse de Preservação, está escrito o seguinte:

“Escola de Música e Belas Artes
Edificação de 1930, sedia desde 1951 a Escola de Música e Belas Artes do Paraná, fundada em 1948.
Propriedade do Governo do Estado, fi construída em alvenaria de tijolo, em dois pavimentos, com platibanda para esconder o telhado de quatro águas.
Ao longo do tempo, recebeu anexos para atender às necessidades da escola, um tradicional celeiro de artistas.”

Só que não. Em 2010 a escola deixou o prédio e passou a ocupar três endereços diferentes no centro da cidade, todos alugados.
Isso ocorreu uma vez que havia a expectativa de que o prédio seria reformado e nos fundos construiriam um edifício com quatorze pavimentos e, depois disso, a escola voltaria para o seu endereço tradicional.
A obra estava aprovada pela Assembléia Legislativa e estava incluída na Lei Orçamentária Anual para o ano de 2011.
Em 2011 assumiu o governo do estado o Sr. Carlos Alberto Richa, que parece ter esquecido do assunto. Passou-se o tempo e o governador foi reeleito para mais um mandato. No final do segundo mandato (6 de abril de 2018) o senhor Carlos Alberto renunciou e a vice-governadora (Maria Aparecida Borghetti) assumiu o cargo até 1º de janeiro de 2019. Desde então está no cargo o senhor Carlos Alberto Massa Júnior e a situação do prédio continua a mesma. Ou melhor, não continua na mesma não, o prédio está deteriorando.

Referências: