quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Estátua de João Paulo II

Estátua de João Paulo II no Bosque do Papa

Estátua de João Paulo II no Bosque do Papa - detalhe

Estátua de João Paulo II no Bosque do Papa - detalhe

Estátua de João Paulo II no Bosque João Paulo II, também conhecido como Bosque do Papa.

A escultura em bronze, com os olhos e mãos em acrílico, é de autoria de Maria Helena Chartuni.

Na placa no pedestal da estátua está escrito:

“COMO PREGRINO DA PAZ E DO AMOR, FALOU-NOS
DAS COISAS PERENES QUE CRISTO ENSINOU. E SUAS
PALAVRAS, QUAL BRISA QUE AVIVA A CHAMA, FIZE-
RAM REVIVESCER EM NÓS A MENSAGEM DE AMOR
LEGADA POR ELE. O POVO, ENTÃO, CHAMOU-O DE
JOÃO DE DEUS. 
ESTE MONUMENTO COMEMORATIVO DA VINDA DO PAPA
JOÃO PAULO II A ESTE SOLO QUE A TODOS ACOLHE E
IRMANA, ASSINALA AOS PÓSTEROS A EMOÇÃO E O
AGRADECIMENTO DO POVO PARANAENSE POR TÃO GRATA
VISITA. 
ESTA OBRA ERIGIDA POR INSPIRAÇÃO DA COMUNIDADE POLONESA DO
PARANÁ, TEVE A COORDENAÇÃO DA MISSÃO CATÓLICA POLONESA NO
BRASIL TENDO COMO COMISSÃO DE HONRA
ARCEBISBO D. PEDRO FEDALTO
GOVERNADOR NEY BRAGA
PREFEITO JAYME LERNER
COMISSÃO EXECUTIVA
PADRE BENEDYKT GRZYMKOWSKI
ANTONIO DOMAKOSKI
ANTONIO CARLO ROMANOSKI
MARCOS DOMAKOSKI
GUILHERME LACERDA BRAGA SOBRINHO
CURITIBA, 18 DE OUTUBRO DE 1981”

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

1897

Casa antiga na Rua Trajano Reis

Casa antiga na Rua Trajano Reis - detalhe destacando a platibanda

Unidade de Interesse de Preservação na Rua Trajano Reis.

Muito interessante a fachada dessa casa, com colunas decorativas e uma platibanda bem bonita, com vasos nas extremidades.

Nela tem a data de “1897”, com o que pareceu-me ser um “J” antes do números (mas não estou bem certo disso) e um “P” depois.

Quem a teria construído?

terça-feira, 29 de outubro de 2019

1939

Casa na Avenida Anita Garibaldi - vista da fachada principal
Casa na Avenida Anita Garibaldi - vista da lateral
Casa na Avenida Anita Garibaldi - vista da lateral

Bem interessante e bonita essa casa na Avenida Anita Garibaldi.

Na lateral da casa está escrito “1939”. Imagino ser a data da construção da casa.
Na região haviam muitas chácaras. Será que essa era a casa de uma delas? Leva jeito.
Interessante também aquela janela de girar, na lateral.

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Sapataria

Sapataria instalada em parte de uma casa antiga

Sapataria na Rua Mateus Leme, já fechada na hora que passei em frente.

Nesses tempos de novos materiais, produtos relativamente baratos e descartáveis. Um tempo também de modismos e de desperdícios incentivados pelo consumismo; cada vez menos as pessoas consertam sapatos e os serviços dos sapateiros é cada vez menos utilizado.

No passado, não muito distante, haviam muito mais sapatarias que hoje em dia.

domingo, 27 de outubro de 2019

Bonita UIP na Visconde de Guarapuava

Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação - fachada principal
Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação
Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação - detalhes da decoração
Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação - detalhe da entrada principal
Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação - detlahe da sacada
Casarão na Visconde de Guarapuava que é Unidade de Interesse de Preservação - fachada lateral

Esse belíssimo casarão na Avenida Visconde de Guarapuava é uma Unidade de Interesse de Preservação.

Grande, tem uma uma decoração bem elaborada e cheia de detalhes.

Não consegui descobrir alguma coisa sobre a história da casa, mas encontrei uma pista. No “Diário do Paraná” de 9 de novembro de 1956 foi publicada uma ata de constituição da “Cafeeira Nacional Paraná S/A.” e nela consta como sócio e também eleito para a diretoria, o “… Dr. Armando Paschoal Petrelli, brasileiro, casado médico e lavrador, domiciliado à Avenida Visconde de Guarapuava Nº 5.143, nesta Capital. …”.

Referência:

sábado, 26 de outubro de 2019

Em uma esquina na Mateus Leme

Casa na Rua Mateus Leme, esquina com a Rua Albano Reis, com pinheiros ao fundo.
Casa na Rua Mateus Leme, esquina com a Rua Albano Reis.

Casa na Rua Mateus Leme, esquina com a Rua Albano Reis.
Destaque para a platibanda decorada e a esquina arredondada.

A casa é ocupada por um restaurante/bar bem conhecido, em cuja placa é informado que foi fundado em 1953. Não sei dizer se sempre esteve nesse local nem quando a casa foi construída, mas pelo desenho dela, não deve ser muito mais velha.

Repare também nos belos pinheiros ao fundo.

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Carlos de Carvalho 603

casa antiga na Alameda Doutor Carlos de Carvalho

casa antiga na Alameda Doutor Carlos de Carvalho

Esta casa na Alameda Doutor Carlos de Carvalho é uma Unidade de Interesse de Preservação.
Nos fundos do terreno foi construído um edifício e a casa hoje faz parte da entrada. É também parcialmente ocupada por um restaurante.

Está muito bem conservada, uma beleza.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

De madeira e contemporânea

Casa de madeira em Curitiba

Não só de casas de madeira antigas vive a cidade.
Tem umas bem atuais e bonitas, como esta na Rua Euclides Bandeira.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Bem-te-vi

Bem-te-vi em uma árvore

Um bem-te-vi em uma árvore no Centro Cívico.
Caminhando pela cidade dá para observar muitos pássaros, mesmo fora dos parques.

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Um pórtico bonito

Casa com pórtico

Bem bonita a fachada dessa casa na Rua Doutor Bezerra de Menezes.

Com bay-window, o que chamou mesmo a atenção foi o pórtico com umas colunas diferentes (o desenho da parte superior delas parece dar leveza ao conjunto) e com o telhado com as inclinações em dois ângulos.
O pórtico pareceu-me de inspiração oriental. Ou seria só impressão minha?
Gostei dela.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Arara-canindé

Grafite com a pintura de uma arara no muro de uma escola

Grafite com a pintura de uma arara no muro da Escola Estadual República Oriental do Uruguai, na Avenida Affonso Camargo.

Segundo o WikiAves:

“A arara-canindé é uma ave psittaciforme da família Psittacidae.
Conhecida também como arara-de-barriga-amarela, canindé, arara-amarela e ara-arauna. É um dos psitacídeos mais espertos.
Não é considerada como sendo ameaçada, embora seja apreciada como ave de gaiola. Suas populações estão diminuindo e algumas delas já estão extintas. Em Trinidad foi realizado um processo de reintrodução bem sucedido. 
Nome Científico
Seu nome científico significa: do (tupi) ara = nome indígena tupi para designar várias espécies de papagaio; e do (tupi) ara = papagaio; e una = preto, escuro. ⇒ Papagaio escuro. 
Características
Mede cerca de 80 centímetros de comprimento. Grande e de cauda longa. Inconfundível e vistosa coloração azul ultramarino no dorso, e amarelo-dourado na parte inferior desde a face, ventre até o rabo, garganta com linha negra e área nua na cabeça com linha de penas negras. Os jovens têm as asas e o rabo café-acinzentado e os olhos pardos.”

Referência:

domingo, 20 de outubro de 2019

Um sobrado na Anita Garibaldi

Um sobrado na Avenida Anita Garibaldi

Um sobrado na Avenida Anita Garibaldi

Um sobrado bacana na Avenida Anita Garibaldi, esquina com a Rua Miguel Suchevicz.

Localizado em uma esquina, tem as duas fachadas bem semelhantes. Platibanda, faixa de tijolos a vista e canto arredondado no primeiro andar. Em uma das fachadas uma capelinha, com o que pareceu-me ser São Jorge, e sacada. 
Chama bastante a atenção a decoração na transição entre um andar e outro, destacada pela pintura com cores contrastantes.

sábado, 19 de outubro de 2019

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Em reforma

Sobrado na Rua Mateus Leme sendo reformado

Sobrado na Rua Mateus Leme sendo reformado

Sobrado na Rua Mateus Leme sendo reformado. A fachada é bem interessante.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Oxidação

Obra sob guarda do MON, apreendida na Operação Lava Jato

“JOSÉ BECHARA
sem título, c. 2013
oxidação de aço de emulsão
cúprica sobre lona
steel oxidation and copper
emulsion on canvas 
186x252 cm 
obra sob guarda do MON,
apreendida na Operação Lava Jato
work under custody of MON,
confiscated by the “Lava Jato” Operation”
Obra em exposição no Museu Oscar Niemeyer - MON.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Vila Brusamolin

Casa na Rua Mateus Leme
Casa na Rua Mateus Leme. Detalhe da platibanda e ornamento de ferro

Nessa casa na Rua Mateus Leme o pessoal deu uma modernizada na fachada, mas preservou a platibanda com os diversos elementos decorativos, inclusive o ornamento de ferro.
Ficou bem legal.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Um bonito château na Rua Treze de Maio

Um bonito château na Rua Treze de Maio

Um bonito château na Rua Treze de Maio

Muito bonito esse château na Rua Treze de Maio.
Com torrinha encimada por um telhado cônico, bay-window e ornamentos de ferro.
São várias as casas com esse estilo na cidade e imagino que foram todas construídas mesmo ou menos na mesma época, por volta dos anos 1940, 1950.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Contraste que destaca

Casa pintada com cores de tons contrastantes, o que destaca os elementos decorativos

A pintura dessa casa na Rua Mateus Leme destaca os diversos detalhes decorativos, como os elementos verticais em branco, na parte superior, lembrando tábuas de madeira.
Repare também nos frisos que emolduram as aberturas e na platibanda sobre a garagem, com um desenho geométrico.
A pintura com tons contrastantes, independente das cores usadas, valorizou os diversos elementos da casa.

domingo, 13 de outubro de 2019

César Augusto

estátua de César Augusto

estátua de César Augusto

Essa estátua de César Augusto está no bosque existente ao lado dos prédios da Ordem Rosacruz, na Rua Nicarágua.

Na placa colocada na base da estátua está escrito o seguinte:

“Fundador do Império Romano, César Augusto nasceu em 63 a.C. Batizado como Otávio, foi por um dos seus principais títulos – o de Augusto – que ficou conhecido pela História. Era sobrinho neto de Júlio César e, após a morte deste, foi nomeado seu herdeiro. Em fase disto, em 42 a.C. passou a integrar o Segundo Triunvirato romano, na companhia dos generais Lépido e Marco Antonio.
Este foi um período marcado por conspirações e desacordos entre os triúnviros. Lépido foi acusado de traidor e, como consequência, a extensão territorial romana foi dividida entre Otávio (futuro César Augusto) – que se tornou responsável pela área ocidental do Império Romano – e Marco Antônio, que se tornou protetor do lado oriental. 
Marco Antônio, ao dirigir-se para a região oriental, buscou o apoio da rainha egípcia Cleópatra VII, unindo-se a ela. Doações de possessões romanas para a rainha e para os dois filhos que tiveram levaram Otávio (assim chamado até tornar-se Imperador de Roma), com o apoio do Senado romano, a declara guerra ao protetor da parte oriental do Império, vencendo-o em 31 a.C. na Batalha de Ácio. Com a derrota de Marco Antônio e Cleópatra, o Egito tornou-se um domínio de Roma e Otávio foi aclamado libertador da República Romana. Para a população egípcia, apresentou-se como um sucessor dos faraós, tornou o Egito seu território privado e passou a nomear também o governante da região. 
Otávio reorganizou a política romana, trazendo estabilidade e afastando a tirania e o caos que caracterizaram o período anterior. Em 27 a.C. foi declarado Imperator de Roma com o título de “Augusto”, tornando-se assim Supremo Patrono do Senado, do povo romano e da população de todas as regiões conquistadas. Seu período é caracterizado pela Pax Romana, pois foi responsável por trazer paz para o Império e suas fronteiras, além de organizar um programa de reconstrução da cidade de Roma e realizar uma reforma social. Em 12 a.C. também assumiu a função de Sumo Pontífice (cargo semelhante ao de Papa na Igreja Católica), reafirmando a religião romana. 
Ao longo de 41 anos de governo, estabeleceu os parâmetros pelos quais Roma seria lembrada e incentivou a produção artística e literária que concorreu para a reafirmação da grandeza dos romanos entre as populações da Antiguidade.
Otávio morreu em 19 de agosto de 14 d.C. e seu filho adotivo, Tíbério, deu continuidade ao seu legado. 
Esta estátua é uma réplica do “Augusto de Prima Porta” que está no Museu do Vaticano e que foi encontrada em 1863 na ruínas da Villa Ad Gallinas Albas, nas proximidades de Roma, para onde a esposa de Augusto, Lívia, retirou-se após a morte do marido. É uma estátua póstuma de Augusto e foi encomendada por Tibério, seu filho adotivo, em 15 d.C. A original é uma réplica de outra escultura do Imperador, realizada após a conquista e a pacificação da Hispânia e da Gália. Ele está vestido com a gala militar, e o fato de estar descalço – como os deuses eram representados – afirma a posição divina do imperador. As cenas presentes em sua armadura descrevem a vitória romana sobre os Partos, detalhe que possivelmente foi solicitado por Tibério. Esta estátua de César Augusto personifica seu poder e sua autoridade, já que está na posição de um general que se dirige ao povo ao realizar o discurso da vitória. 
Esta réplica da estátua de César Augusto, autorizada pelo Vaticano, foi um presente que o Imperator Emérito, Ralph Maxwell Lewis F. R. C. (1904-1987), então Supremo Secretário, ofereceu ao seu pai, Dr. Harvey Spencer Lewis F. R. C., em 1937. A homenagem se deu em reconhecimento ao excepcional trabalho desenvolvido por ele como líder na gestão da AMORC desde sua implantação em 1915 até aquela data (1937).”

Publicações relacionadas:
Ordem Rosacruz
Museu Egípcio e Rosacruz

sábado, 12 de outubro de 2019

Madeira na travessa

Casa de madeira na Travessa Medianeira

Outra casa de madeira muitíssimo bem conservada. Uma jóia.
Essa fica na Travessa Medianeira.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Primeira Igreja de Cristianismo Decidido

Prédio da Primeira Igreja de Cristianismo Decidido na Rua Barão de Antonina
Prédio da Primeira Igreja de Cristianismo Decidido na Rua Barão de Antonina

Prédio da Primeira Igreja de Cristianismo Decidido na Rua Barão de Antonina.

Não conhecia essa Igreja Evangélica e tentei descobrir um pouco mais sobre ela, mas o site deles está em manutenção. Na página deles em uma rede social encontrei o texto que transcrevo abaixo:

“A "CRISTIANISMO DECIDIDO" é uma fração representativa da Igreja, Corpo de Cristo, estabelecida como uma ASSOCIAÇÃO de Igrejas locais, fundada em 1947 a partir de uma ação missionária e que agrupa igrejas locais, irmanadas em sua identidade e propósito de servir e adorar a Deus, expandir o Seu Reino na terra pela manifestação das Suas obras e pelo evangelismo no Brasil e no mundo.
 
"CRISTIANISMO DECIDIDO".
Os missionários pioneiros, nossos fundadores, passaram sua juventude em meio a um avivamento pietista do início do século XX no contexto evangélico luterano. Este movimento era chamado "Entschiedenes Christentum" – (Cristianismo Decido) cuja principal mensagem era que não se pode ser cristão apenas por ter pais e avós cristãos ou pelo batismo infantil, mas sim por uma decisão pessoal por Jesus. Tal como os discípulos tinham que reagir ao convite de Jesus - "Segue me", hoje temos que decidir se queremos ou não segui-Lo. Em solo brasileiro, e com a responsabilidade de organizar uma nova igreja, nossos pioneiros traduziram o nome deste movimento dando origem ao nome "CRISTIANISMO DECIDIDO".
Guardamos com carinho este legado e o desafio por ele proposto…”

Referência:

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Azul com capelinha

Casa de madeira pintada de azul com capelinha na fachada
Casa de madeira pintada de azul com capelinha na fachada

Casa de madeira na Rua Bendito Guil.
Com varanda, telhado com várias águas e capelinha. Chamou a atenção também o pé com o que na ocasião pareceu-me vergamotas, mas agora fico na dúvida, poderiam ser limões.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Casa amarela na Mateus Leme

Casa amarela na Mateus Leme

Casa amarela na Mateus Leme - detalhe

Casa na Rua Mateus Leme, atualmente ocupada por um negócio de peças e oficina.

Apesar das pichações, se repararmos com cuidado a fachada dela é bem interessante, com diversos detalhes.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Mista

simpática casa de madeira com fachada de alvenaria

Outra simpática casa de madeira com fachada de alvenaria.
Essa, na Rua Vereador Constante Pinto, como não é construída junto à calçada, não tem aquelas fachadas retas, mas uma que lembra mais as tradicionais casas de madeira. E, aproveitando o tipo da material, foram incluídos alguns elementos decorativos.

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Busão

Dois ônibus biarticulados em estação tubo

Andando pela rua, no canto do olho vi o que pareceu ser um ônibus enorme na estação tubo.
Não que um biarticulado seja pequeno, mas dois olhados assim, rapidamente, pareceu um verdadeiro “busão”.

domingo, 6 de outubro de 2019

Mateus Leme 651

Casa que é Unidade de Interesse de Preservação
Casa que é Unidade de Interesse de Preservação

Outra das Unidades de Interesse de Preservação na Rua Mateus Leme.

Telhado com mansarda e portas e janelas em arco. Bem bonita.

sábado, 5 de outubro de 2019

Um predinho azul

Um predinho azul

Como gosto de predinhos baixos, não resisto e acabo fotografando.
Ainda mais um assim, pintado recentemente.
Fica na Rua Inácio Lustosa, esquina com a Rua Mateus Leme.
Parte dele é ocupado por um hotel.

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Belo trabalho de serralheria na Carlos de Carvalho

Portão com belho trabalho de serralheria
Casa na Al. Dr. Carlos de Carvalho
Grade com bonito trabalho de serralheria em janela de porão

Esta casa na Alameda Doutor Carlos de Carvalho é bem interessante.
Mas, além da casa com luminárias e das urnas nas colunas dos portões, chama muita a atenção o bonito trabalho de serralheria nos portões e nas grades das aberturas no porão.