quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Jardim Frei Timóteo

Jardim Frei Timóteo localizado nas Mercês

Indo do centro pela Avenida Manoel Ribas, em direção à Santa Felicidade, o Jardim Frei Timóteo marca o início do bairro Mercês.

Na placa de bronze no bloco de pedra estava escrito o seguinte:

“JARDIM
FREI TIMÓTEO DE CASTELNOVO
HOMENAGEM DE CURITIBA AO
BANDEIRANTE CAPUCHINHO
2•8•1855  –  2•8•1955”

A placa, como muitas outras da cidade, foi roubada.

Frei Timóteo


Domingos de Antônio Luciani nasceu em Caltenuovo-Magra, na Itália, em 15 de setembro de 1817.
Ingressou no Convento em Sarzana em fevereiro de 1841 e passou a adotar o nome de Timóteo de Caltelnuovo Magra quando fez os primeiros votos em 1841. Foi ordenado sacerdote em 1846.
Em 16 de janeiro de 1851 desembarcou como missionário no Rio de Janeiro e no mesmo ano transferiu-se para a paróquia de Santa Bárbara e Monte-mor, em São Paulo. Onde ficou até outubro de 1854.
Foi transferido para região da atual cidade de Jataizinho - PR, onde em 1855 fundou o aldeamento de São Pedro de Alcântara. Lá permaneceu até o seu falecimento, em 1895.

O aldeamento de São Pedro de Alcântara, constituído por índios Kaingang (Coroados) e Kayoá, pretos escravos e brancos, passou por dificuldades praticamente durante toda a sua existência. Os interesses da Igreja e do Estado não eram exatamente os mesmos.
O interesse do governo ao criar o aldeamento era o de ocupação do território e a criação de um entreposto entre o Paraná e o Mato Grosso. Enquanto o interesse de Frei Timóteo era o de formar homens.
Frei Timóteo demonstrou o seu descontentamento com as políticas adotadas e o abandono por parte do Estado em diversas ocasiões, tanto em sua correspondência para seus superiores, como para os governantes.

Referência:

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Telhado bem inclinado

Casa com telhado bem inclinado, típica de regiões com muita neve.

Outra das casas na Rua Desembargador Ermelino de Leão.
Esta tem telhado bem inclinado, típico de regiões com muito neve. Não que seja este o caso de Curitiba, trata-se mais de um questão de estilo. A casa sofreu algumas modernizações, mas mantém os seus contornos gerais. Pena aquela enorme guarita na frente que esconde parcialmente a casa, uma bela casa.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Músico de rua (4)

Músicos de rua

Músicos na feira dos sábados na Rua Alberto Bolliger.

Na plaquinha está escrito:

“ESTOU CANTANDO PARA
DEIXAR O SEU DIA MAIS
LINDO!!!
PENA QUE EU NÃO POSSO
VER!!!”

Publicações relacionada:
Músico na rua
Músicos na feira
Músico de rua (3)