sábado, 21 de julho de 2018

Um predinho na Desembargador Vieira Cavalcanti

Um predinho na Desembargador Vieira Cavalcanti

Predinho na Rua Desembargador Vieira Cavalcanti.

Uma das coisas para observar na arquitetura e como com o uso de formas simples, volumes, espaços e cores é possível criar algo interessante.
Poderia ser só um caixote, mas não é.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

A casa e a árvore com flores

Casa na Alameda Prudente de Morais com árvore florida na frente

Esta casa na Alameda Prudente de Morais é outra daquelas com platibanda e ornamento de metal. Mas o que chamou atenção também foi a árvore florida.

A cidade está com as árvores floridas. As com flores com tons de roxo e rosa (cerejeiras ou sakuras, jacarandás, ipês-roxos).

Agora que me toquei. Parece que as árvores com flores com essas cores florescem agora, ainda durante o inverno e mais tarde, já no início da primavera, florescem as árvores com flores amarelas. Será que isso faz sentido?

Publicação relacionada:
A florada das cerejeiras

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Mudou

Parede de edifício na Travessa Nestor de Castro com grafite
Parede de edifício na Travessa Nestor de Castro com grafite
Parede de edifício na Travessa Nestor de Castro com grafite

Esta parede, a Travessa Nestor de Castro, já apareceu por aqui, mas com outra pintura.

O grafite tende a ser uma arte temporária. Apesar de alguns lugares serem constantemente usados, quando a pintura desbota a tendência é fazer uma nova, em vez de renovar a anterior.

Publicação relacionada:
Um mural na Nestor de Castro