terça-feira, 31 de maio de 2016

A casa da família Labsh

Sobrado da família Labsh

Esse sobrado de 1910 foi projetada por Ernesto Guaita para a família Labsh. De uso misto, com residência no andar superior e comércio no térreo.
Localizada na Rua Riachuelo, em frente ao Paço da Liberdade na Praça Generoso Marques, abrigou no início do século a Casa Hertel, especializada em instrumentos musicais e a loja de brinquedos de Frederico Eisendel.
Em estilo eclético de linguagem clássica, a casa é muito bonita e foi muito bem restaurada. É uma Unidade de Interesse de Preservação.

Referência:

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Praça Ercílio Slavieiro

Praça Ercílio Slavieiro

A Praça Ercílio Slavieiro fica na esquina da Av. Sete de Setembro com a Rua Prefeito Angelo Lopes, no Cristo Rei.
A Sete de Setembro nessa altura faz a divisa entre os bairros Alto da Rua XV e Cristo Rei e é uma rua muito agradável, com muitas árvores e sombra e é realmente uma rua calma, com tráfego praticamente só de moradores.

Quanto a Ercílio Slavieiro, a pessoa homenageada com o nome da praça, não consegui descobrir nada.

domingo, 29 de maio de 2016

Casa de madeira, fachada de material

Casa de madeira, fachada de material

Casa de madeira, fachada de material

Outra das muitas casas de madeira com a frente de material. Como a casa foi construída sem recuo, a legislação exigia que fachada você de material.
Uma coisa que chama a atenção é que a maioria das casa desse tipo costumam ter a fachada bem elaborada. Raramente ela é uma fechada simples, lisa. Essa mostrada na foto apresenta linhas puras nas colunas e formas geométricas estilizadas, elementos que lembram o art déco. A platibanda também tem linhas bem interessantes. Muito bonita a casa.

sábado, 28 de maio de 2016

Outra casa com torre

Outra casa com torre

Detalhes de ornamento de ferro

Detalhes de ornamento de ferro e azulejo

Mais uma daquelas casas com um pequena torre circular. Esta é um pouco diferente, com a torre incorporada ao corpo da casa. A cobertura da torre acho que não pode ser classificada de cúpula, sendo mais um telhado circular. Repare nos detalhes decorativos, principalmente nos diversos ornamentos de ferro. No maior deles, instalado na torre, é possível observar as iniciais FB. Quem seria?

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Uma entrada bonita e diferente

Uma entrada bonita e diferente

Esta casa na Rua Marechal Deodoro é bem bonita e interessante. Além da platibanda decorada, das bonitas aberturas, duas outras coisas chamam a atenção. Uma delas é o porão bem alto, quase na altura de um andar. Por pouco a casa não é um sobrado. E a outra é a bonita entrada, com uma escadaria em curva que leva a uma sacada onde está localizada a porta. Esta espécie de varanda com a escada está em um local onde há um recuo. Solução bem diferente do que encontramos nos casarões do centro. Pelo menos não lembro de ter visto outra semelhante.
A casa é uma Unidade de Interesse de Preservação e no local funciona um restaurante.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Outro sobrado na Emiliano Perneta

Outro sobrado na Emiliano Perneta

A Rua Emiliano Perneta têm alguns sobrados bem interessantes. Esse não consta na lista de Unidades de Interesse de Preservação, mas tomara que o conservem mesmo assim, pois é bem bacana.
Parece ser de uma fase de transição entre o eclético e o modernismo. Com muitos elementos do eclético, mas com uma decoração mais simplificada, com elementos geométricos.
Só não gosto das alterações que o pessoal costuma fazer no térreo. Em muitos desses sobrados no centro alteram as aberturas, tentam diferenciar o seu negócio pintando o seu quadradinho de uma cor diferente e colocando grandes placas publicitárias. É fácil dar palpite no negócio dos outros, afinal é o dinheiro deles que está em jogo, mas tenho as minhas dúvidas se manter as características originais e colocar uma placa discreta não funcionaria também.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Uma casa centenária

Uma casa centenária

Uma casa centenária

Esta casa localizada na Rua General Carneiro, esquina com a Rua Comendador Macedo é uma Unidade de Interesse de Preservação.
Em estilo eclético a casa tem um frontão curvo na parte superior com o que parece ser um pinhão ao centro (semente que acabou sendo um dos símbolos do Movimento Paranista nas artes visuais).
A casa tem características próprias dos códigos de construções da época: construída junto à rua (sem recuo), porão, pé-direito alto, platibandas nas paredes voltadas para a rua (evitava que caísse água nos passantes) e canto na esquina chanfrado. As janelas decoradas lembram as da chamada “Casa das Ferraduras”, que foi a residência de Cândido de Abreu (já demolida e ficava na atual Avenida João Gualberto). Como está em um terreno grande (com um belo pinheiro hoje em dia), a entrada é pela lateral.

terça-feira, 24 de maio de 2016

A águia bicéfala da Zacarias

A águia bicéfala da Zacarias

A águia bicéfala da Zacarias

A águia bicéfala é um símbolo usado há muito tempo. Há descrições dela em tábuas de terracota de 3.000 a.C. Foi usada por muita gente, como pelo Império Bizantino, pelo Império Russo, pelo Império Romano e continua presente em brasões atuais, como o da Federação Russa.
No caso da escultura mostrada na foto, trata-se da águia bicéfala que está pousada entre dois prédios, na Praça Zacarias.
Sua presença ali deve-se a maçonaria, que tem a águia bicéfala como um dos seus símbolos.
A maçonaria tinha no local uma de suas sedes (parece que chamam de “loja”). A casa era bem interessante e tinha na cumeeira a tal escultura. Pena que a casa foi demolida para dar lugar a um edifício. Mas a velha águia ficou no local.

P.S.: No texto não preocupei-me muito com o significado do símbolo da águia bicéfala, mas quando postei o link em uma rede social percebi o interesse. Transcrevo aqui o comentário feito por Paulo José da Costa em um grupo que sintetiza bem o assunto: “a maçonaria, no século XVIII, em França, se dividiu entre o ramo "escocês" da nobreza, e dos "Cavaleiros do Oriente", que era mais do povo. Mais tarde se criou um conselho supremo para dirigir as duas correntes e, para satisfazer as duas partes criou-se o símbolo da águia de duas cabeças, que vem lá do Império Romano, do Ocidente e do Oriente... Mas a águia bicéfala faz parte da história e da bandeira de muitos países de ontem e de hoje... sempre com a finalidade de simbolizar a união de duas casas, duas correntes, duas facções, dois países…”.

Referência:

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Praça Carlos Filizola

Praça Carlos Filizola

A Praça Carlos Filizola está localizada no bairro do Cristo Rei, sendo contornada pelas ruas Fernandes de Barros, Reinaldino Schaffenberg de Quadros e Avenida Souza Naves. A quarta divisa é com instalações da Sociedade Morgenau.

Não tenho a menor ideia de quem foi o homenageado.

domingo, 22 de maio de 2016

O bondinho da Rua XV

O bondinho da Rua XV

O bonde foi colocado no início da Rua XV de Novembro em 1973.
Inicialmente funcionava com uma espécie de “estacionamento de crianças”, um local onde os pais podiam deixar o filhos enquanto iam fazer compras na região. As crianças tinha a disposição livros  e material para desenho. Também eram desenvolvidas outras atividades supervisionadas.
De 1986 até 1989 o local virou ponto de informação turística. No final de 1989 voltou as origens, com atividades direcionadas às crianças.
Esteve desativado entre 2004 e 2005, voltando a funcionar em seguida, após uma reforma. Em 2008 os serviços foram mais uma vez suspensos.
Retornou no final de 2010 como “Bondinho da Leitura”, uma espécie de pequena biblioteca, sob responsabilidade da Fundação Cultural de Curitiba. A Fundação desenvolve outras atividade voltadas às crianças no local, como contação de histórias, shows e encenação de peças.

Ao contrário do que algumas pessoas supõem, esse bonde nunca circulou em Curitiba. Ele foi comprado da cidade de Santos.

sábado, 21 de maio de 2016

Duas casas de madeira e dois carrões


Duas casas de madeira e dois carrões

Duas casas de madeira e dois carrões

Duas casas de madeira e dois carrões


Essas duas casas de madeira estão construídas em um mesmo terreno, em um local agradável em um trecho de rua bem arborizado. Repare em uma das casas um daqueles nichos que costumavam ser habitados por uma imagem religiosa (desocupado no momento).
Além das casas, bonitas e muito bem conservadas, chamou a minha atenção os dois carros no abrigo em frente a uma das casas. Um Aero Willys, daqueles primeiros modelos produzidos no final dos anos 1950 e um Galaxie Landau. O Laudau foi a versão mais luxuosa do Galaxie, produzida a partir de 1971 pela Ford. Com teto de vinil, uma janela traseira menor e com aplicações de jacarandá no painel e nas portas, era o luxo sobre rodas. Deixou de ser produzido em 1983, praticamente “abatido” pela crise do petróleo.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Edifício Pedro Demeterco

Edifício Pedro Demeterco

Edifício Pedro Demeterco

O Edifício Pedro Demeterco está localizado na Alameda Doutor Muricy, esquina com a Rua Marechal Deodoro. Com 15 andares, foi inaugurado em 19 de dezembro de 1953. Com estilo imponente e cor rosa, o grande destaque do prédio é a sua cúpula de cobre.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Uma casa de madeira com "bay window"

Uma casa de madeira com bay window

Mais uma casa de madeira, desta vez uma das muitas que ainda existem no bairro do Cristo Rei.
Esta tem uma bay window na lateral, que está meio escondida por uma planta.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

O relógio da Praça Osório

O relógio da Praça Osório em Curitiba

O relógio da Praça Osório em Curitiba

O relógio da Praça Osório em Curitiba

Outro dos relógios públicos. Dos marcadores de tempo da cidade este é uma dos mais tradicional e conhecido.
Inaugurado em 1914 pelo então prefeito Cândido de Abreu. Inicialmente não servia para nada, pelo menos em termos de marcação das horas. O seu mecanismo tinha sido encomendado na Alemanha e só chegou depois da guerra, em 1918.
O seu mecanismo era falho e vivia parando ou marcando errado as horas. Sofreu algumas reformas (já teve uma caixa quadrada) até chegar a versão atual, quando foi reformado em 1993.

Referência:

terça-feira, 17 de maio de 2016

Espaço Niemeyer

Espaço Niemeyer

Espaço Niemeyer

Espaço Niemeyer

Espaço Niemeyer

Espaço Niemeyer

O Espaço Niemeyer fica no subsolo, sob um teto de vidro (que é ao mesmo tempo piso de parte do térreo) do Museu Oscar Niemeyer - MON. É uma exposição permanente de fotos, maquetes, esboços de obras e vídeos com entrevistas do famoso arquiteto modernista brasileiro, autor do projeto dos prédios do MON.

Apesar de já ter visto diversas vezes desde que o museu foi aberto, quase sempre dou uma paradinha ali quando estou indo do prédio principal para o anexo do museu. Acabo volta e meia descobrindo algum detalhe que não havia observado antes.

Outras postagens sobre o MON já publicadas aqui no blog: O interior do “Olho”, O túnel do MON, Edifício Presidente Humberto de Alencar Castelo Branco, A vaca, Uma espiada de canto de olho, Uma pausa para um descanso, A Bailarina de Oscar Niemeyer.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Visconde do Rio Branco 1754

Casarão na Rua Visconde do Rio Branco 1754 Curitiba

Casarão na Rua Visconde do Rio Branco 1754 Curitiba

Casarão na Rua Visconde do Rio Branco 1754 Curitiba


Este enorme casarão na Rua Visconde do Rio Branco esquina com a Rua Emiliano Perneta é uma Unidade de Interesse de Preservação.
Até pouco tempo era ocupado por uma escola. Quando fotografei estava desocupado e para alugar.
Não sei quando foi construído e o que era originalmente, mas é grande e muito bonito. Repare nas janelas diferentes no térreo e primeiro andar. As grades nas sacadas também são bem bonitas.

domingo, 15 de maio de 2016

Outro meio casarão

Outro meio casarão

Mais um casarão que foi dividido pela metade, desta vez na Praça José Borges de Macedo.
Fiquei surpreso ao descobrir dois casarões divididos ao meio, ficando a metade com as características originais e na outra metade sendo construído um prédio novo. Este fica a uns 100, no máximo 200 metros do outro que já mostrei aqui.
A surpresa foi principalmente por ter ao longo dos anos passado inúmeras vezes na frente deles e, de repente, em uma única caminhada (em questão de minutos) percebi o que tinha acontecido com eles.
Ao contrário do outro, desse não consegui ainda descobrir qualquer coisa (Quando foi construído? Quem era o dono?) e também ainda não encontrei uma foto em que ele aparece inteiro.
Um dia ainda descobrirei a história deles, a razão pela qual foram divididos.
Este também é uma Unidade de Interesse de Preservação (ou seria meia UIP?).

sábado, 14 de maio de 2016

As setas

As setas ornamento de ferro

Outro dos interessantes ornamentos de ferro que foram muito comuns na primeira metade do século XX. Este é diferente, não é simétrico, coisa que parece ser o mais comum.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Praça José Borges de Macedo 113

Praça José Borges de Macedo 113 Curitiba


Este casarão na Praça José Borges de Macedo é de 1894 e pertenceu a Antonio Carnascialli. É a segunda casa mais antiga no entorno do Paço da Liberdade, sendo mais nova apenas que a Casa Edith. Também é uma Unidade de Interesse de Preservação.
Repare na bela grade na sacada. Outra coisa que chama a atenção é a cobertura na entrada, por sobre a rua, com uma borda metálica decorada. Não sei se é da mesma época da construção da casa, mas não lembro de ter visto outra semelhante na cidade.

Referência:

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Outra casa de madeira na Rua Deputado Carneiro Campos

Outra casa de madeira na Rua Deputado Carneiro Campos, Curitiba

Dia agitado ontem. Então para hoje uma foto de outra simpática casa de de madeira. Mas não deixem de reparar nos detalhes de acabamento, como as tábuas com pontas curvas nos frontões e na sacada.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

terça-feira, 10 de maio de 2016

Outra bela casa com uma torre e cúpula

Outra bela casa com uma torre e cúpula

Desde que iniciei este blog relatando minhas andanças pela cidade, uma das coisas que chamou a atenção foi a quantidade de casas nesse estilo.
Normalmente elas tem telhados bem inclinados e uma torre cilíndrica encimada por uma cúpula. Não sou do ramo e não sei dizer se isso constitui um estilo. Elas lembram-me alguns châteaux do Vale do Loire, na França.
Algumas delas são muito bonitas, como é o caso desta. Repare também nas belas grades nas janelas, principalmente no segundo andar.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

A Serra do Mar

A Serra do Mar

É sempre bonito observar a Serra do Mar (possível de diversos pontos da cidade) quando o dia está claro e com boa visibilidade.

domingo, 8 de maio de 2016

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

A construção do prédio iniciou em 1926 e foi inaugurado pelo governador Caetano Munhoz da Rocha em 1928.
Inicialmente ocupado pela Diretoria de Saúde do Estado, depois foi sede da Secretaria de Trabalho e Assistência Social.
Em 1973 o prédio foi restaurado e passou a ser a sede do Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Por um tempo dividiu o espaço com o MIS - Museu da Imagem e do Som e com o Conselho Estadual de Cultura.
Em estilo eclético, o prédio foi construído em um período em que as construções nesse estilo foram diminuindo gradativamente, cedendo espaço cada vez mais para a arquitetura modernista.
O prédio, que fica na Rua Desembargador Westphalen,16 na esquina com a Rua Emiliano Perneta, é um bem tombado pelo Patrimônio Cultural do Estado e também uma Unidade de Interesse de Preservação.

Para quem gosta de arte e já viu as exposições em cartaz no MON, o Museu de Arte Contemporânea é uma excelente opção para um domingo. Ele fica aberto de terça à sexta-feira, das 10 às 19 horas e sábados, domingos e feriados, das 10 às 16 horas e a entrada é gratuita.

Referência:

sábado, 7 de maio de 2016

Uma casa simpática em uma rua agradável

Uma casa simpática em uma rua agradável

Esta casa está localizada em uma rua muito agradável (Rua Constantino Marochi), cheia de árvores que proporcionam uma boa sombra para um dia quente, como estava quando a fotografei.
A casa tem um falso enxaimel no segundo andar (enxaimel é uma técnica construtiva do norte da Europa, que consiste em fazer uma estrutura de madeira com os vãos entre as peças sendo preenchidos por alvenaria). As janelas, fechadas por venezianas, são protegidas na parte superior por telhas. A sacada em arcos tem o contorno decorado com pedras expostas. O telhado tem diversas águas. Sobre a janela do segundo andar um daqueles ornamentos de metal.

Observar os detalhes nas construções tornam o andar pela cidade muito mais interessante.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Outro dos casarões na Praça Generoso Marques

Outro dos casarões na Praça Generoso Marques

Este casarão localizado na Praça Generoso Marques, ao lado do Paço da Liberdade, é uma Unidade de Interesse de Preservação.
A pouca coisa que consegui descobrir sobre ele, até agora, é que foi construído em 1935 e que pertenceu a Ligia Merny.

Referência: