sexta-feira, 18 de março de 2016

Estátua do Barão do Rio Branco

Estátua do Barão do Rio Branco em Curitiba

Estátua do Barão do Rio Branco em Curitiba

Este monumento em homenagem ao Barão do Rio Branco está localizado na Praça Generoso Marques, em frente ao Paço da Liberdade.
O monumento é de autoria do escultor Rodolpho Bernardelli e foi inaugurado em 19 de dezembro de 1914.

José Maria da Silva Paranhos, Barão do Rio Branco


No site do IPPUC temos esta pequena biografia do barão:
“José Maria da Silva Paranhos, Barão do Rio Branco, nasceu em 20 de janeiro de 1845. Era filho de José Maria Paranhos (Visc. Do Rio Branco) e de Thereza Figueredo Rodrigues de Faria.
Estudou na cidade nativa de São Paulo e no Recife, Estado de Pernambuco, onde concluiu o curso de Ciências Jurídicas e Sociais. Foi delegada do Governo Imperial na exposição Internacional de Horticultura, realizada em Petersburgo, Rússia (1884); cônsul geral do Brasil em Liverpool; Superintendente geral da imigração na Europa (1882), ministro Plenipotenciário em Missão especial para defender nos Estados Unidos os direitos do Brasil na questão de limites entre o nosso País e a Argentina; ministro Plenipotenciário junto ao governo da Suíça a fim de tratar da questão do Iapó, conquistando retumbante vitória no término dessas duas questões Deputado Federal por Mato Grosso, duas legislaturas. O barão do Rio Branco pacificamente demarcou os nossos limites com o Uruguai, com a Bolívia e o Perú, e como já dissemos, com a Argentina.
Pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e a Academia de Letras, da qual foi seu presidente. Escreveu e publicou: “Episódios da Guerra do Prata”, “A Guerra da Tríplice Aliança”, “Efemérides Brasileiras”, “Memórias”, “A questão do Acre”, “Biografia do Visconde do Rio Branco”.
Foi condecorado com título de Barão do Rio Branco. Faleceu em 10 de fevereiro de 1912, no Rio de Janeiro”.