domingo, 9 de outubro de 2016

A casa de Vicente Machado, aquele que fugiu

A casa de Vicente Machado, aquele que fugiu

A casa de Vicente Machado, aquele que fugiu

Essa casa foi de Vicente Machado, onde residiu até a sua morte em 1907. Não consegui descobrir quando foi construída, mas provavelmente antes de 1900.
Vicente Machado é aquele que exercendo o cargo de governador do estado em 1893, quando os maragatos chegaram às portas da cidade, a abandonou. Fugiu (levando junto as tropas que poderiam defender a cidade) primeiro para Castro e depois para São Paulo. Só retornou em 4 de maio de 1894, depois que os Federalistas já tinham ido embora.
Após o retorno de Vicente Machado, o Barão do Serro Azul foi assassinado (20 de maio de 1894) e muita gente foi executada, acusados de colaboracionismo. Dizem que as pessoas eram obrigadas a cavar a própria sepultura antes de serem degoladas.
Ironicamente Vicente Machado faleceu em 3 de março de 1907 (aos 46 anos e sete meses) de câncer na garganta.

A casa, localizada na esquina da Rua Comendador Araújo com a Rua Coronel Dulcídio, é uma Unidade de Interesse de Preservação.

Em uma rede social o Sr. Fernando Fontana fez o seguinte comentário: “Recebi a informação de uma das netas do Dr. Marins Camargo que a casa foi construída por Lamenha Lins e posteriormente adquirida por VM. Há documentos comprobatórios de posse de parentes de Marins.”

Um pouco mais sobre esta história:
Solar do Barão
Solar da Baronesa (com a carta que ela escreveu ao Barão de Ladário narrando o que aconteceu com seu marido).

Referência:
FONTANA, Fernando. [Comentário em uma rede Social]. 12 out. 2016. Disponível em: <https://www.facebook.com/groups/417557358409468/permalink/710301282468406/>. Acesso em: 18 out. 2016